MAIS 1 SUSPEITO PRESO: Dentista foi assassinado por ouvir nomes dos sequestradores

A Polícia Civil prendeu na manhã desta sexta-feira (29), Renato Nascimento, suspeito de participar do assassinato do dentista Josilei da Silva Gaspar, que foi encontrado morto com um tiro na nuca, na tarde do último domingo (24), na cidade de Juara (640 km de Cuiabá). O intuito dos criminosos era roubar a caminhonete para levá-la para a Bolívia, porém mataram a vítima porque ele ouviu os verdadeiros nomes dos bandidos.  

 

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Carlos Henrique Engelmann, a vítima foi sequestrada por três bandidos, mas no total seis pessoas estavam envolvidas com o latrocínio. Fábio Almeida dos Santos, de 24 anos, e Raul Cesar de Oliveira Conradi, de 22, foram presos na segunda-feira (25), na cidade de Cáceres (240 km de Cuiabá), após serem encontrados com a caminhonete Hilux da vítima próxima a uma fazenda.

 

No primeiro depoimento, eles negaram a participação no crime. No entanto, em uma segunda versão, a dupla confessou o crime e disse que sequestrou a vítima com o apoio de Kleber Ferreira Nogueira, vulgo “Porquinho”, a mando de Renato. Elias Thiego Barbosa, vulgo “Bob” e Romário de Souza Silva, vulgo “Gago”, seriam os mandantes e continuam foragido.

 

“O crime foi arquitetado por Bob, Gago e o Renato. Eles contrataram Fábio, Raul e Kleber para roubar a caminhonete e levar até a cidade de Cáceres. No entanto, durante o sequestro, os bandidos falaram os seus verdadeiros nomes na frente da vítima e eles acharam que teriam que executar Josilei. Eles amarraram os pés e as mãos do dentista e deram um tiro nas costas e na nuca. No entanto, quem de fato assassinou a vítima foi Kleber”, disse o delegado Carlos Henrique.

 

Após a confissão da dupla, o delegado solicitou à Justiça o pedido de prisão dos outros quatro suspeitos. O juiz acatou o pedido e os policiais civis da cidade de Juara saíram na manhã desta sexta-feira para buscas do mandado de prisão. Contudo, apenas Renato foi localizado.

 

“O Kleber se encontra foragido, já fora da cidade desde o dia do crime. Romário estava usando uma tornozeleira eletrônica. Quando foi meia-noite de hoje, ele cortou o dispositivo eletrônico, jogou ela na beira da estrada e fugiu com o seu comparsa Romário. Vamos trabalhar para tentar localizar esses três homes que ainda estão foragidos. Quem atirou de fato no dentista, foi o Kleber", contou o delegado.

 

O policial ainda afirmou que o Romário foi participante ativo do crime. “O Renato levou os homicidas até a casa do dentista e depois levou dinheiro para que eles abastecessem a caminhonete e fugissem para Cáceres”, completou o delegado.

 

O crime:

 

Logo após encontrarem a caminhonete, os policiais encontraram o corpo de Josilei com um tiro na nuca e sinais de tortura, já que estava com as mãos e os pés amarrados.

 

Ele estava desaparecido desde a noite de sábado (23), quando três bandidos invadiram a sua chácara e o sequestraram. Na fuga, os criminosos levaram a vítima em sua caminhonete.

 

Após o sequestro, familiares tentaram entrar em contato com Josilei, mas ele não respondia as chamadas pelo celular. Desta forma, os parentes de Gasp foram até a sua casa.

 

No local, não encontraram o dentista e observaram que os móveis da chácara estavam todos revirados. Logo, eles acionaram os policiais militares da região que saíram em buscas da vítima com apoio do Grupo Especial de Fronteira (Gefron).

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Últimas Notícias
Please reload

124-1245658_inscreva-se-youtube-focolhe-
Banner Denuncie.jpg

 

©2017 - 2020 - Portal Sinop Urgente

Todos os direitos reservados

sinopurgente@hotmail.com

fernandoitamir@hotmail.com

Fernando Itamir - (66) 99223-1700